domingo, 22 de novembro de 2009

FIQUE SABENDO!!!






Aluno de Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, faria a prova usando o computador de uma faculdade O Ministério Público Federal em Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, entrou com um pedido para que seja antecipada a decisão da Justiça Federal para que um aluno portador de paralisia cerebral use um computador da faculdade Feevale para fazer a prova do Enem. A prova está marcada para os dias 5 e 6 de dezembro. Guilherme Finotti, de 17 anos, cursou o ensino técnico em informática e, no final deste ano, vai se formar no ensino médio regular. Segundo o Ministério, o aluno foi vencedor do prêmio Destaque do 4º Salão UFRGS Jovem 2009, pelo desenvolvimento de um jogo de computador para crianças com paralisia cerebral. Finotti estuda na Escola da Aplicação da Feevale, que adaptou dois computadores da faculdade para uso do aluno. A instituição se dispôs a fornecer o equipamento para que Finotti faça a prova do Enem. Foi proposta também que fossem retirados do computador programas como corretor ortográfico e calculadora, e que a máquina fosse lacrada até a realização do exame. Segundo o Ministério, tal possibilidade não foi aceita pelo Inep - entidade organizadora do Enem -, com a alegação de que o próprio instituto é quem deveria fornecer o equipamento. Ouro lado O Inep, no entanto, afirma que o direito do aluno com paralisia cerebral fazer a prova está garantido. Segundo o órgão, os equipamentos necessários para que ele realize o exame vão estar disponíveis.
Fonte: Ensinando e Aprendendo na Sala de Recursos

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

DUPLA PERCEPÇÃO - A VIDA NÃO É ASSIM?

Você diz que é um sapo e eu juro que é um cavalo!



Lição:

Este desenho nos ensina claramente que devemos sempre respeitar as outras opiniões.
É necessário esperar e ouvir atentamente os outros porque eles também têm o seu ponto de vista. Respeitar a opinião dos outros é olhar para a mesma verdade e saber que esta poderá ser vista de forma bem diferente por cada um.
E assim, com toda certeza, deixar de cometer injustiça com as precipitações. O charme do desenho e sua lição enigmática consiste no fato de que, "na história nada muda e mesmo assim, tudo é completamente diferente". (Aldous Huxley)


"O que move uma pessoa não são os músculos, e sim a força do pensamento".

domingo, 20 de setembro de 2009

HOMENAGEM AO DIA DO SURDO!!!












Quer saber mais sobre a Surdez, visite o blog da Mari!!
Esse é o melhor blog que conheço sobre Surdez!!!
Mari, vc é 1000

terça-feira, 4 de agosto de 2009

PAI! ANJO DE TODO FILHO!

video

ESSA É A MINHA HOMENAGEM PARA TODOS OS PAIS!

PAIS QUE LUTAM PELOS DIREITOS DOS SEUS FILHOS!

PARABÉNS PAI!

quinta-feira, 23 de julho de 2009

AMEEEEEEEEEEEEEEI!!!!






OLÁ PESSOAL!!!
ATÉ QUE ENFIM CONSEGUI VOLTAR!
JÁ ESTAVA TRISTE!
VOLTEI COM CHAVE DE OURO!
APRESENTANDO A MASCOTINHA DO MEU PROJETO EDUCAÇÃO PARA TODOS!
QUEM FEZ?
CLARO QUE FOI A MINHA IRMÃ NATÁLIA!

quarta-feira, 6 de maio de 2009

PARABÉNS PARA TODAS AS MAMÃES!!!


BEM- VINDO À HOLANDA
por Emily Perl Knisley, 1987

Freqüentemente, sou solicitada a descrever a experiência de dar à luz a uma criança com deficiência - Uma tentativa de ajudar pessoas que não têm com quem compartilhar essa experiência única a entendê-la e imaginar como é vivenciá-la. Seria como... Ter um bebê é como planejar uma fabulosa viagem de férias - para a ITÁLIA! Você compra montes de guias e faz planos maravilhosos! O Coliseu. O Davi de Michelângelo. As gôndolas em Veneza. Você pode até aprender algumas frases em italiano. É tudo muito excitante.Após meses de antecipação, finalmente chega o grande dia! Você arruma suas malas e embarca. Algumas horas depois você aterrissa. O comissário de bordo chega e diz:- BEM VINDO À HOLANDA!- Holanda!?! - Diz você. - O que quer dizer com Holanda!?!? Eu escolhi a Itália! Eu devia ter chegado à Itália. Toda a minha vida eu sonhei em conhecer a Itália!Mas houve uma mudança de plano vôo. Eles aterrissaram na Holanda e é lá que você deve ficar.A coisa mais importante é que eles não te levaram a um lugar horrível, desagradável, cheio de pestilência, fome e doença. É apenas um lugar diferente.Logo, você deve sair e comprar novos guias. Deve aprender uma nova linguagem. E você irá encontrar todo um novo grupo de pessoas que nunca encontrou antes.É apenas um lugar diferente. É mais baixo e menos ensolarado que a Itália. Mas após alguns minutos, você pode respirar fundo e olhar ao redor, começar a notar que a Holanda tem moinhos de vento, tulipas e até Rembrants e Van Goghs.Mas, todos que você conhece estão ocupados indo e vindo da Itália, estão sempre comentando sobre o tempo maravilhoso que passaram lá. E por toda sua vida você dirá: - Sim, era onde eu deveria estar. Era tudo o que eu havia planejado!.E a dor que isso causa nunca, nunca irá embora. Porque a perda desse sonho é uma perda extremamente significativa.Porém, se você passar a sua vida toda remoendo o fato de não ter chegado à Itália, nunca estará livre para apreciar as coisas belas e muito especiais sobre a Holanda.
Fonte: Blog Algodão Doce

segunda-feira, 27 de abril de 2009

VIVA AS DIFERENÇAS!


Capa da revistinha de lançamento da personagem Tati, pelo Instituto Mauricio de Sousa e Instituto MetaSocial, com patrocício da MantecorpO Instituto Mauricio de Sousa e o Instituto MetaSocial uniram-se em favor dessa causa, acreditando na importância de difundir o respeito à diversidade como meio de vencer barreiras e unir diferenças.Como resultado dessa parceria, e com apoio da MANTECORP, o Instituto Mauricio de Sousa lança a revista “Viva as Diferenças!”A revista tem o propósito de esclarecer a população sobre alguns aspectos da Síndrome de Down e, desta forma, ampliar a oportunidade de inclusão e a possibilidade de aprendizado mútuo, reforçando o conceito de que cada ser é único e que Ser Diferente é Normal.Conviver com as diferenças possibilita uma troca de conhecimentos enriquecedora, e é o primeiro passo para se aprender a valorizá-las e respeitá-las.
O lançamento da revista foi no dia 21 de março, com a presença de várias autoridades.

sexta-feira, 24 de abril de 2009

EU SOU UM PROFESSOR INCLUSIVO!!!!

ADOREI!!!!!!

Acabei de receber esse selinho que me deixou muito feliz pois realmente acredito que sou uma Professora Inclusiva
Obrigada Claudia!!!!
Vou repassa-lo para minhas amigas que também lutam pela inclusão

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Dia Internacional do Autismo

Dia 2 de abril foi comemorado o Dia Mundial de Sensibilização sobre o Autismo, instituído pela ONU em 18 de dezembro de 2007.

A iniciativa visa aumentar o conhecimento e a atenção em relação a um distúrbio que atinge dezenas de milhões de pessoas no mundo.

O objetivo é também o de encorajar a diagnose precoce, com uma intervenção tempestiva.

sábado, 21 de março de 2009


País celebra Dia Internacional da Síndrome de Down


Com o tema Inclusão para a Autonomia é celebrado neste sábado (21) o Dia Internacional da Síndrome de Down. A data, estabelecida pela Down Syndrome International , este ano coincide com os 50 anos da descoberta da alteração no cromossomo 21, responsável pela deficiência.
"O tema é o resumo para o que trabalhamos, esperamos e devemos oferecer aos nossos filhos e parentes com Síndrome de Down", explica a presidente da Federação Brasileira das Associações de Síndrome de Down (FBASD), Cláudia Grabois.
Eventos comemorativos, coordenados pela entidade, serão realizados em quase todos os estados brasileiros. De acordo com Cláudia Grabois, cada associação, em parceria com outras entidades, fica responsável pelas atividades da sua cidade. A programação está disponíveis no site da Federação (
http://fbasd.blogspot.com/).
Palestras, seminários, sessões solenes, pronunciamentos, caminhadas entre outras atividades serão realizadas para incentivar a autonomia dos portadores de Síndrome de Down. "A inclusão é a chave para a acessibilidade e para que tenhamos ainda mais estímulo para lutar para que as leis sejam cumpridas", afirmou.
Segundo resultados do Censo 2000 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 14,5% da população brasileira (aproximadamente 24 milhões de pessoas) têm alguma deficiência física ou mental. Dentro deste grupo, estima-se que 300 mil pessoas nasceram com a Síndrome de Down.
Fonte: verdemares.com.br

sábado, 7 de março de 2009

VAMOS CONHECER UM POUCO SOBRE AUTISMO



Dez coisas que toda criança com autismo gostaria que você soubesse.
Por Ellen Nottohm

1) Antes de tudo eu sou uma criança.

Eu tenho autismo. Eu não sou somente "Autista". O meu autismo é só um aspecto do meu caráter. Não me define como pessoa. Você é uma pessoa com pensamentos, sentimentos e talentos. Ou você é somente gordo, magro, alto, baixo, míope. Talvez estas sejam algumas coisas que eu perceba quando conhecer você, mas isso não é necessariamente o que você é. Sendo um adulto, você tem algum controle de como se auto-define. Se quer excluir uma característica, pode se expressar de maneira diferente. Sendo criança eu ainda estou descobrindo. Nem você ou eu podemos saber do que eu sou capaz. Definir-me somente por uma característica, acaba-se correndo o risco de manter expectativas que serão pequenas para mim. E se eu sinto que você acha que não posso fazer algo, a minha resposta naturalmente será: Para que tentar?

2) A minha percepção sensorial é desordenada.

Interação sensorial pode ser o aspecto mais difícil para se compreender o autismo. Quer dizer que sentidos ordinários como audição, olfato, paladar, toque, sensações que passam desapercebidas no seu dia a dia podem ser doloridas para mim. O ambiente em que eu vivo pode ser hostil para mim. Eu posso parecer distraído ou em outro planeta, mas eu só estou tentando me defender. Vou explicar o porquê uma simples ida ao mercado pode ser um inferno para mim: a minha audição pode ser muito sensível. Muitas pessoas podem estar falando ao mesmo tempo, música, anúncios, barulho da caixa registradora, celulares tocando, crianças chorando, pessoas tossindo, luzes fluorescentes. O meu cérebro não pode assimilar todas estas informações, provocando em mim uma perda de controle. O meu olfato pode ser muito sensível. O peixe que está à venda na peixaria não está fresco. A pessoa que está perto pode não ter tomado banho hoje. O bebê ao lado pode estar com uma fralda suja. O chão pode ter sido limpo com amônia. Eu não consigo separar os cheiros e começo a passar mal. Porque o meu sentido principal é o visual. Então, a visão pode ser o primeiro sentido a ser super-estimulado. A luz fluorescente não é somente muito brilhante, ela pisca e pode fazer um barulho. O quarto parece pulsar e isso machuca os meus olhos. Esta pulsação da luz cobre tudo e distorce o que estou vendo. O espaço parece estar sempre mudando. Eu vejo um brilho na janela, são muitas coisas para que eu consiga me concentrar. O ventilador, as pessoas andando de um lado para o outro... Tudo isso afeta os meus sentidos e agora eu não sei onde o meu corpo está neste espaço.

3) Por favor, lembre de distinguir entre não poder (eu não quero fazer) e eu não posso (eu não consigo fazer)

Receber e expressar a linguagem e vocabulário pode ser muito difícil para mim. Não é que eu não escute as frases. É que eu não te compreendo. Quando você me chama do outro lado do quarto, isto é o que eu escuto "BBBFFFZZZZSWERSRTDSRDTYFDYT João". Ao invés disso, venha falar comigo diretamente com um vocabulário simples: "João, por favor, coloque o seu livro na estante. Está na hora de almoçar". Isso me diz o que você quer que eu faça e o que vai acontecer depois. Assim é mais fácil para compreender.

4) Eu sou um "pensador concreto" (CONCRETE THINKER). O meu pensamento é concreto, não consigo fazer abstrações.


Eu interpreto muito pouco o sentido oculto das palavras. É muito confuso para mim quando você diz "não enche o saco", quando o que você quer dizer é "não me aborreça". Não diga que "isso é moleza, é mamão com açúcar" quando não há nenhum a mamão com açúcar por perto e o que você quer dizer é que isso e algo fácil de fazer. Gírias, piadas, duplas intenções, paráfrases, indiretas, sarcasmo eu não compreendo.

5) Por favor, tenha paciência com o meu vocabulário limitado

Dizer o que eu preciso é muito difícil para mim, quando não sei as palavras para descrever o que sinto. Posso estar com fome, frustrado, com medo e confuso, mas agora estas palavras estão além da minha capacidade, do que eu possa expressar. Por isso, preste atenção na linguagem do meu corpo (retração, agitação ou outros sinais de que algo está errado).
Por um outro lado, posso parecer como um pequeno professor ou um artista de cinema dizendo palavras acima da minha capacidade na minha idade. Na verdade, são palavras que eu memorizei do mundo ao meu redor para compensar a minha deficiência na linguagem. Por que eu sei exatamente o que é esperado de mim como resposta quando alguém fala comigo. As palavras difíceis que de vez em quando falo podem vir de livros, TV, ou até mesmo serem palavras de outras pessoas. Isto é chamado de ECOLALIA. Não preciso compreender o contexto das palavras que estou usando. Eu só sei que devo dizer alguma coisa.

6) Eu sou muito orientado visualmente porque a linguagem é muito difícil para mim.

Por favor, me mostre como fazer alguma coisa ao invés de simplesmente me dizer. E, por favor, esteja preparado para me mostrar muitas vezes. Repetições consistentes me ajudam a aprender. Um esquema visual me ajuda durante o dia-a-dia. Alivia-me do stress de ter que lembrar o que vai acontecer. Ajuda-me a ter uma transição mais fácil entre uma atividade e outra. Ajuda-me a controlar o tempo, as minhas atividades e alcançar as suas expectativas. Eu não vou perder a necessidade de ter um esquema visual por estar crescendo. Mas o meu nível de representação pode mudar. Antes que eu possa ler, preciso de um esquema visual com fotografias ou desenhos simples. Com o meu crescimento, uma combinação de palavras e fotos pode ajudar mais tarde a conhecer as palavras.

7) Por favor, preste atenção e diga o que eu posso fazer ao invés de só dizer o que eu não posso fazer.

Como qualquer outro ser humano não posso aprender em um ambiente onde sempre me sinta inútil, que há algo errado comigo e que preciso de "CONSERTO". Para que tentar fazer alguma coisa nova quando sei que vou ser criticado? Construtivamente ou não é uma coisa que vou evitar. Procure o meu potencial e você vai encontrar muitos! Terei mais que uma maneira para fazer as coisas.

8) Por favor, me ajude com interações sociais.

Pode parecer que não quero brincar com as outras crianças no parque, mas algumas vezes simplesmente não sei como começar uma conversa ou entrar na brincadeira. Se você pode encorajar outras crianças a me convidarem a jogar futebol ou brincar com carrinhos, talvez eu fique muito feliz por ser incluído. Eu sou melhor em brincadeiras que tenham atividades com estrutura começo-meio-fim. Não sei como "LER" expressão facial, linguagem corporal ou emoções de outras pessoas. Agradeço se você me ensinar como devo responder socialmente. Exemplo: Se eu rir quando Sandra cair do escorregador não é que eu ache engraçado. É que eu não sei como agir socialmente. Ensine-me a dizer: "você esta bem?".

9) Tente encontrar o que provoca a minha perda de controle.

Perda de controle, "chilique", birra, mal-criação, escândalo, como você quiser chamar, eles são mais horríveis para mim do que para você. Eles acontecem porque um ou mais dos meus sentidos foi estimulado ao extremo. Se você conseguir descobrir o que causa a minha perda de controle, isso poderá ser prevenido - ou até evitado. Mantenha um diário de horas, lugares pessoas e atividades. Você encontrar uma seqüência pode parecer difícil no começo, mas, com certeza, vai conseguir. Tente lembrar que todo comportamento é uma forma de comunicação. Isso dirá a você o que as minhas palavras não podem dizer: como eu sinto o meu ambiente e o que está acontecendo dentro dele.

10) Se você é um membro da família me ame sem nenhuma condição.
Elimine pensamentos como "Se ele pelo menos pudesse…" ou "Porque ele não pode…" Você não conseguiu atender a todas as expectativas que os seus pais tinham para você e não gostaria de ser sempre lembrado disso. Eu não escolhi ser autista. Mas lembre-se que isto está acontecendo comigo e não com você. Sem a sua ajuda a minha chance de alcançar uma vida adulta digna será pequena. Com o seu suporte e guia, a possibilidade é maior do que você pensa. Eu prometo: VAI VALER A PENA.

E, finalmente três palavras mágicas: Paciência, Paciência, Paciência. Ajudam a ver o meu autismo como uma habilidade diferente e não uma desabilidade. Olhe por cima do que você acha que seja uma limitação e veja o presente que o autismo me deu. Talvez seja verdade que eu não seja bom no contato olho no olho e conversas, mas você notou que eu não minto, roubo em jogos, fofoco com os colegas de classe ou julgo outras pessoas? É verdade que eu não vou ser um Ronaldinho "Fenômeno" do futebol. Mas, com a minha capacidade de prestar atenção e de concentração no que me interessa, eu posso ser o próximo Einstein, Mozart ou Van Gogh. Eles também eram autistas. Talvez um dia iremos encontrar uma possível resposta para o alzheim ou para o enigma da vida extraterrestre - O que o futuro tem guardado para crianças autistas como eu, está no próprio futuro. Tudo que eu posso ser não vai acontecer sem você sendo a minha Base. Pense sobre estas "regras" sociais e se elas não fazem sentido para mim, deixe de lado. Seja o meu protetor seja o meu amigo e nós vamos ver até onde eu posso ir.

CONTO COM VOCÊ!!!

domingo, 15 de fevereiro de 2009


ALFABETO DA VIDA


Aproveite cada momento do seu dia para construir e erguer alicerces para sua vida, acreditando em você mesmo seja em qual for à situação.

Baseia-se nos fatos e não em suposições, assim buscando soluções, mesmo quando não se vê.

Corrija ações inapropriadas, concentrando-se no que faz que você alcançará o sucesso.

Discuta idéias sempre, porque sempre aprendemos mais com as opiniões dos outros.

Escute mais as pessoas onde quer que vá e também saiba escutar o silêncio.

Fortaleça o que quer e onde quer chegar que certamente chegará.

Ganhe mais se doando ao próximo.

Humanize todas as suas atitudes: aja com rigor e seja amoroso quando necessário.

Integre-se a novos ideais e a novas conquistas.

Junte as verdades e crie várias possibilidades.

Lute pelos seus objetivos pessoais.

Modifique seus horizontes, cuidando sempre do seu maior patrimônio, sua vida!

Não julgue resultados, aprenda com eles e tente superá-los.

Oponha-se quando algo lhe fizer mal.

Persista nos seus sonhos profissionais.

Questione seus erros e repita os acertos sempre que puder.

Reflita cada dia vivido e verifique onde pode mudar, reforçando sua auto-estima e amando-se sempre.

Seja mais leal, íntegro, generoso e 'bon-vivant', sabendo dizer as palavras certas nas horas certas, não esquecendo de ser cauteloso em todas as suas atitudes.

Tenha paciência, determinação, coerência e bom senso nas suas decisões.

Una as oportunidades.

Viva cada dia de uma vez, sem esquecer o passado e pensando no futuro.

Xeque-mate nos problemas, sorria pra vida.

Zele por cada momento de paz.


Camila Castanheira

Para refletir...

Esta é uma história de um soldado que estava voltando para casa após a terrível Guerra do Vietnã e antes de sair da Base Militar ele ligou para os pais e disse:
Filho: Mãe, Pai, eu estou voltando para casa, mas quero pedir-lhes um favor.
Pais emocionados: Claro meu filho, peça o que quiser!
Filho: Eu tenho um amigo e gostaria de levá-lo comigo.
Pais: Claro meu filho, nós adoraríamos conhecê-lo!
Filho: Entretanto, há algo que vocês precisam saber. Ele fora terrivelmente ferido na última batalha. Ele pisou em uma mina e perdeu um braço e uma perna. O pior que ele não tem nenhum lugar para ir, e por isso eu gostaria que ele fosse morar aí com a gente.
Pais assustados: Nós sentimos muito em ouvir isso meu filho. Talvez nós possamos ajudá-lo a encontrar algum lugar onde ele possa morar e viver tranqüilamente.
Filho emocionado e nervoso: Não Mamãe e Papai, eu gostaria que ele fosse morar aí conosco!
Pais constrangidos: Filho, disse o Pai. Você não sabe o que está nos pedindo. Nós já passamos tanta dificuldade e além disso, temos nossas próprias vidas e não podemos deixar que uma coisa como esta interfira no nosso modo de viver. Acho que você deveria voltar para casa e esquecer este rapaz! Ele encontrará uma forma de viver e alguém que o ajude.....
Na mesma hora o filho bate o telefone. Os pais não ouviram mais nenhuma palavra dele. Alguns dias depois os pais receberam um telefonema do Exército Americano.
Exército: (atende o pai) Por acaso conhece ou é parente de alguém chamado Henry Thrumam?
Pai. Sim, conheço. Ele é o meu filho.
Exército: Pois é. Hoje a tarde nos o encontramos morto na Base Militar.
Pai assustado: Como assim morto? Assassinado? Onde está o amigo dele deficiente? Ele não estava voltando para a América?
Exército: Seu filho suicidou-se e deixou um bilhete. Quer que eu leia para o Sr.?
Pai chorando: Sim, quero. Por favor!!
Exército lendo o bilhete: “ Pai! Mãe! Vocês se lembram de quando liguei pra vocês e disse que levaria o meu amigo pra morar com a gente e que havia ficado deficiente porque pisou em uma mina e tinha apenas um braço e uma perna!!? Pois é. Aquele amigo deficiente era eu!!! Ao invés de voltar pra casa eu resolvi me matar, porque não sei qual seria a reação de vocês sabendo que o seu filho era deficiente!! Não sei se Deus irá me perdoar por esse ato de suicídio, mas estou aqui de cima rezando e peco para que vocês ajudem a sociedade a acabar com o preconceito que existe contra o deficiente de um modo geral. Sempre amei vocês!! ”

Autor desconhecido

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

PARA INCLUIR É PRECISO OFERECER O ACESSO!

MATERIAL PEDAGÓGICO ADAPTADO

O material pedagógico adaptado propicia a interação, convivência, autonomia e
independência nas ações; aprendizado de conceitos, melhoria de auto-estima e afetividade.
A relação entre o material pedagógico, a criança e a educação tem merecido uma constante
atenção dos educadores quando se discute tema referente ao processo educacional. Estes
recursos adaptados possibilitam o processo de inclusão dos educandos no espaço escolar.
As adaptações são aquelas que poderão ser modificadas no currículo e pelo
educador. O objetivo é promover a participação produtiva dos alunos que apresentem
necessidades especiais no processo ensino-aprendizagem.
São definidas como de pequeno porte uma vez que sua implementação encontra-se
no âmbito de responsabilidade e de ação exclusivos do professor, não exigindo autorização,
nem dependendo de ação de qualquer outra instância. (Adaptações curriculares, Brasília
Mec/SEF/SEESP, 1999).

Algumas dicas para construção de materiais pedagógicos:

Peças ampliadas permitem melhor manuseio

Espessura aumentada facilita preensão

Contraste visual (preto e amarelo/vermelho com marrom, azul sobre o branco),

Peças com imã facilitam a fixação e movimentação dos objetos,

Peças grandes e leves facilitam a coordenação bimanual,

Sugestões de material pedagógico para alunos com Paralisia Cerebral








ESSES MATERIAIS FORAM CONFECCIONADOS PELA PROFESSORA
LÚCIA PECEGO

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Prêmio? Adooooooooooooooooooooooooorei!!


Acabei de ganhar esse prêmio da minha querida irmã Natalia do blog
Você, Natalia, também é uma professora fascinante porque tem no coração a Educação.
Professores fascinante são aqueles que tem a Educação na alma e no coração!
Obrigada!
Vou oferecer esse Prêmio a uma pessoa muito especial que também é uma professora fascinante porque ama o que faz. Na verdade é uma artista e que vale a pena todos vcs acompanharem o seu blog e com certeza irão aprender e trocar muito com ela.
Alessandra, obrigada pelo carinho, por sua amizade e principalmente por ser uma professora fascinante!!!!!

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Pessoas Especiais que passaram pela minha vida profissional

“As pessoas especiais são aquelas que têm habilidade de dividir suas vidas com os outros.
Elas são honestas nas atitudes, são sinceras e compassivas e sempre dão por certo que o amor é tudo.

As pessoas especiais são aquelas que têm a habilidade de doar aos outros e de ajudá-los com as mudanças que surgem em seus caminhos. Elas não têm medo de ser vulneráveis: elas acreditam que são únicas e têm orgulho em ser o que são.
As pessoas especiais são aquelas que se permitem os prazeres de estarem próximas aos outros e importarem-se com a felicidade deles. Elas vieram para entender que o amor é o que faz a diferença na vida.
As pessoas especiais são aquelas que realmente tornam a vida mais bela.”
Obrigada as minhas queridas
Kátia
Lúcia
Aracy Cristina
Teresa
Sônia
Cintia
Claudia
Regina
Vocês moram no meu coração!!!!!



quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Inclusão Brasil!!!!!!



MAIS PRESENTE!

GANHAR PRESENTE É MUITO BOM!!!!!



Ganhei esse prêmio de um blog que está bombando http://www.algodaodocebiscuit.blogspot.com/
É o blog da minha irmã querida!
Logo depois recebi da minha amiga Aninha do blog http://www.letrinhasecompanhia.blogspot.com/

Com o PRÊMIO DARDOS se reconhece os valores que cada blogueiro emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais etc., que em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras. Esse selo foi criado com a intenção de promover a confraternização entre os blogueiros, uma forma de demonstrar carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à Web.

O Premiado deve, por favor, seguir essas instruções:

1) Deve exibir a imagem do selo em seu blog;
2) Deve linkar o blog pelo qual você recebeu a indicação;
3) Escolher outros 15 blogs a quem entregar o PRÊMIO DARDOS
4) Avisar os escolhidos.Assim conforme o regulamento do prêmio e julgando méritos e realizações, indico abaixo mais 15 blogs merecedores de tal distinção como difusores e incentivadores culturais.

Como várias pessoas receberam o prêmio irei oferecer para os seguintes blogs:

http://www.gibitecacom.blogspot.com/

http://www.canto-do-conto.blogspot.com/

http://www.arteseatividades.blogspot.com/

http://www.deficienciamotorica.blogspot.com/

http://www.trabalhandocomsurdos.blogspot.com/

http://www.jucimarsidney167.blogspot.com/

http://www.bubu-sindrome-down.blogspot.com/

http://www.deficienciavisualperdidasseveras.blogspot.com/

http://ensinandoeaprendendoemsaladerecursos.blogspot.com/

http://colhendoalegria.blogspot.com/

http://www.misturadealegria.blogspot.com/

sábado, 3 de janeiro de 2009

Voltar com essa notícia é muito bom! Mais um exemplo que temos que investir na inclusão!


No Recife, o professor Beto cuida de quatro turmas e faz planos para o futuro.

Você vai conhecer agora a história de Humberto Suassuna. Ele tem Síndrome de Down e dá aulas de natação no Recife. Ensinamentos que não se resumem apenas ao esporte. Era apenas uma atividade para melhorar a coordenação motora. Melhorou, não só o físico. “Psicológico. Eu digo a você que a melhor coisa é nadar”. E nadando, ele descobriu uma vocação. “Eu quero ser um professor de educação física”. Fez vestibular e foi aprovado. No curso de educação física, Humberto virou monitor e passou a dar aulas de natação num clube do Recife. “A virada olímpica foi ele que me ensinou”, disse um aluno. “Ele não é só um professor, mas é um amigo para mim”, afirma uma aluna. Em quatro meses, o professor Beto passou a acompanhar quatro turmas. Faculdade, estágio, emprego. A próxima etapa de vida que Beto quer alcançar não é profissional. Não está na sala de aula, muito menos na piscina. É na igreja. Beto quer casar. “Em dezembro de 2009 é o ano que eu estou terminando a faculdade, inclusive eu vou noivar. Pretendo casar, ter filhos e ser um bom homem, um bom parceiro, fiel, respeitando-a como ela merece”.


Fonte: Jornal Nacional - 3/01/2009